A origem da moda masculina

A origem da moda masculina

A palavra “moda”, do latim: modus, significa “uso passageiro que rege, de acordo com o gosto do momento, a maneira de viver, de vestir, etc.” A moda, algo muito presente no dia-a-dia em geral apreciado pelas mulheres, mas que de alguns anos para cá essa apreciação passou a ter novos admiradores, nós, os homens. Passou a ser difícil ter aquele estilo largadão (e é possível ter um visual largado e desleixado, sem sair de moda), o momento é de se cuidar e mostrar ao mundo que também entendemos do assunto. E é por este motivo que está no ar o blog: Moda com História.
Antes de começarmos com dicas e postagens sobre nosso conteúdo, queremos que vocês conheçam um pouco sobre a história da moda. Como deu origem? Quem foi o precursor? Quando o sexo masculino passou a se interessar por isso? E não só de passado, vamos um pouco adiante, será que nós, homens, continuaremos a nos cuidar e essa tendência será para sempre ou pelo menos por um longo período?
Antes de responder a essas e outras perguntas, vamos dar uma olhada no vídeo abaixo, veremos um pouco dessa evolução da moda masculina nos últimos 100 anos.

Segundo estudos, a moda deu origem na Europa junto ao surgimento da burguesia e o seu precursor e grande ícone foi o Francês Luís XIV no Século XVII. Por esse motivo, a França passou a ser a referência, se tratando de moda. O que antes era usado apenas pelos nobres, passou a ser copiado pela burguesia que cada vez mais adquiria poder aquisitivo. Dado isso, a nobreza então passou a se vestir com uma troca de tendência, um tanto quanto rápida, para que assim a burguesia não o pudesse copiar. E é daí que surge a moda.

Luís XIV, também conhecido como O Rei Sol.
Luís XIV, também conhecido como O Rei Sol.

Percebemos que há um tempo, os papeis assumidos por homens e mulheres tem sido colocado em discussão. Padrões que são alterados constantemente por estas novas funções. Não aprofundaremos nesse assunto, deixaremos para os especialistas. O que queremos mostrar é que com esses novos papeis assumidos por cada um, o homem ganha um espaço maior dentro do mercado da moda e passa a se destacar e como o capitalismo não é bobo, sabe bem tirar um proveito disso. Quero dizer que nós também podemos nos interessar por moda e também podemos seguir e lançar tendências. E no que depender desse novo homem, teremos um espaço cada vez maior dentro desse conceito e nos tornaremos adeptos e mais interessados, a ponto de ser mais comum do que já é.

Anúncios